Carregando...

Notícias e Novidades


Jovens franqueadores mostram que é possível ter marcas de sucesso antes dos 35 anos.

Eles são jovens, talentosos e muito bem-sucedidos. Trabalham mais de 12 horas por dia, é verdade, mas já estão colhendo frutos do sucesso de suas empresas.

Rafael Biasotto (Uatt?), Reinaldo e Gustavo Zanon (Seguralta) e Felipe Paoletti (Espetíssimo) dirigem suas redes de franquia e mostram que juventude tem tudo a ver com sucesso e responsabilidade.

Eles são jovens, talentosos e muito bem-sucedidos. Trabalham mais de 12 horas por dia, é verdade, mas já estão colhendo frutos do sucesso de suas empresas.

Felipe Paoletti – da rede Espetíssimo, de quiosques de espetos prontos para consumo – , Rafael Biasotto – da Uatt?, loja de presentes e itens de decoração descolados – e Reinaldo e Gustavo Zanon – da Seguralta, empresa que atua com seguros – mostram que é totalmente possível ser jovem e levar a sério a responsabilidade de gerir uma franqueadora.

Aqui, um pouco da história desses empreendedores:

Felipe Paoletti, Espetíssimo – A juventude de Felipe Paoletti como executivo de um grupo de empresas ligadas à fabricação e comércio de espetinhos engana.

Aos 32 anos, ele conta com vivência profissional e empresarial de dar inveja a muitos gestores com mais idade.

Paoletti representa a terceira geração nos negócios da família – a Churrasquinho Jundiaí, que conta com idênticos 30 anos. No entanto, não é um mero herdeiro, pois assumiu outras responsabilidades e conheceu segmentos distintos antes de se definir por permanecer na empresa. O jovem administrador de empresas, formado pela PUC, cursou também a famosa Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), onde permaneceu por um ano e meio.

Trabalhou por mais de três anos na Câmara Espanhola de Comércio de São Paulo, na área comercial e, depois, seu interesse e a vivência em marketing o levaram a um MBA em Varejo na FGV-SP, concluído em 2009. Foi nessa época que, estudando o mercado – ele visita pessoalmente os pontos de venda nos supermercados – o jovem formatou uma franquia inédita de espetinhos, a Espetíssimo.

A Espetíssimo é uma franquia de espetinhos prontos para ser consumidos. Oferece grande variedade: carne (bovina, suína e de frango), pão de alho, abacaxi e queijo coalho. "Percebo um horizonte positivo para a rede, pois atualmente a alimentação apressada, fora de casa, é hábito cada vez mais frequente, principalmente nas metrópoles", observa Paoletti.

Por um investimento a partir de R$ 63 mil, mais R$ 15 mil de taxa de franquia, a Espetíssimo se encarrega de todo o suporte, como encontrar o ponto – para quiosques e lojas de 6 m² a 20 m² – treinar o franqueado e seus funcionários a manipular e manter produtos e equipamentos, bem como acompanhar pessoalmente o funcionamento durante os primeiros 15 dias de operação. ‘Esse período é fundamental para o entrosamento no negócio.

"Quem quiser investir não precisa ter experiência no ramo alimentício, nem mesmo em negócio próprio. Mas é preciso estar disposto a se dedicar integralmente’, destaca Paoletti.

Rafael Biasotto, Uatt? – Criatividade, colorido vibrante, formatos diferenciados e mensagens alegres e irreverentes. Essas são apenas algumas características dos mais de 4 mil itens da marca Uatt?, que oferece inúmeras opções de presentes para pessoas de todas as idades.

Disponíveis em cerca de 5 mil pontos de venda em todo o Brasil, agora os produtos também são encontrados em 14 lojas e quiosques exclusivos, próprios e franqueados.

A Uatt? nasceu há nove anos, com o intuito de ter o presente ideal para quem quer "espalhar coisas boas por aí", hoje o slogan da empresa. A marca é comandada pelo jovem empreendedor Rafael Biasotto, 35 anos. Esse catarinense, que trabalha desde a adolescência, iniciou a Uatt? na sala da casa onde morava com a família, com um capital inicial de R$ 18 mil, sendo R$ 8 mil conseguidos por meio de economias de seu salário conquistadas em um emprego quando morou no exterior e mais R$ 10 mil emprestados da avó.

Antes da "Uatt?", Rafael trabalhou em presas de design gráfico e papel. Formado em Administração de Empresas, ele chegou a prestar consultoria a duas empresas de produtos promocionais, mas logo quis seguir seu caminho de empreendedorismo. O projeto de conclusão do curso universitário de Biasotto foi um estudo de caso e desenvolvimento de negócios em franquias de uma empresa de papel reciclado.

O projeto ficou no papel, mas os conceitos de franquia já começaram a ser assimilados pelo jovem. Quando a "Uatt?" estava com dois anos e meio de vida, Biasotto associou-se a Ivan de Oliveira, que tem 20% da empresa e cuida da área operacional. Hoje, passados nove anos, a sala da casa da mãe de Biasotto foi substituída por galpões e escritórios e o faturamento da empresa, em 2010, somou R$ 40 milhões.

Nada mal para quem começou lá de baixo.

Luís Gustavo e Reinaldo Zanon, Seguralta – Os irmãos Luís Gustavo Zanon e Reinaldo Zanon Jr. têm apenas 26 e 29 anos, respectivamente, e já dirigem a Seguralta Franchising, uma empresa que nasceu a partir da história de mais de 40 anos da Seguralta Seguradora, empresa sediada em São José dos Campos.

Aos 29 anos,Reinaldo Barboza Zanon é o mais velho dos irmãos. Formado em Administração de Empresas – com ênfase em Comércio Exterior – morou e trabalhou no Canadá, onde adquiriu know-how de negócios a partir da experiência em uma multinacional americana – logo depois de trabalhar na corretora entre os 17 e os 22 anos.

Ao retornar, aplicou seus conhecimentos na empresa para criar a franquia, que começou efetivamente a operar nesse formato em 2009. Diretor de expansão da Seguralta Franchising – associada à ABF – é responsável pelas vendas de franquias e seleção de franqueados. Assíduo frequentador de palestras e feiras de Franchising e empreendedorismo, desenvolveu planejamentos estratégicos que permitiram que a rede chegasse a 130 unidades franqueadas em apenas dois anos.

A meta é que, nos próximos cinco anos, o número de franquias some 600 unidades. A empresa tem realizado pesquisas in loco objetivando à expansão da franquia em países sul-americanos, como Chile, Colômbia e Argentina. Luís Gustavo Zanon acaba de completar 27 anos.

Já trabalhou em todas os departamentos da Seguralta Corretora – inclusive como vendedor da loja-padrão em São José do Rio Preto.

Diretor da Seguralta Franchising, tem larga experiência em corretagem de seguros e na área administrativa, sendo responsável pela gestão financeira, contratação e pagamento de funcionários, treinamento de franqueados e pelo desenvolvimento de planos de marketing de motivação, fidelidade e promoção de franqueados por produção.

Por ser um profundo conhecedor de todos os processos operacionais da Seguralta, é o responsável por "desenhar" os sistemas que facilitam o trabalho de todos os colaboradores e franqueados. No momento, dedica-se ao desafio de desenvolver um sistema que ajude a venda de franquias.

Fonte: Portal Inteligemcia